Medições das características físico-químicas

Hoje seguimos com mais um artigo sobre “Dicas para a saúde do parque aquático”. Abaixo, algumas perguntas necessárias que gerentes de manutenção, gestores e operadores de piscinas devem responder quanto às Medições das características físico-químicas.


Lembrando que essas questões são direcionadas para piscinas públicas e semi-públicas, como: parques aquáticos, associações (Sesi, Sesc, Aabb), Ceus, clubes, academias, hotéis, condomínios (horizontais e verticais), escolas, etc. E estão baseadas nas minhas consultorias e palestras pelo Brasil.


Em artigos anteriores falei sobre: Operadores de piscinas e conhecimentos recomendados pela ABNT , Segurança em Piscinas Comerciais (afogamento, traumatismos e normas de segurança elétrica) e Segurança com Ralos de Fundo.

Medições das características físico-químicas

  • Os kits de testes e os reagentes são adequadamente armazenados e são novos?

  • No caso do uso do cloro (qualquer das versões) são feitas medições a cada duas horas?

  • O cloro é medido pelo reagente OTO ou pelo reagente DPD?

  • Além do cloro livre é medido o cloro combinado?

  • São precisos esses métodos?

  • Existe divergência entre os intervalos permitidos de cloro entre a lei e a ABNT? Qual entre as duas possibilidades o clube adota?

  • No caso do uso de gerador de cloro, a concentração de sal na piscina é medida com certa frequência e com boa precisão?

  • O pH é constantemente medido?

  • São medidos, alcalinidade total, dureza cálcica, TSD (total de sólidos dissolvidos) e concentração do ácido cianúrico?

  • O índice de Langelier é calculado, por exemplo, a cada 15 dias?

Tratamento químico

  • É usado ácido cianúrico nas piscinas abertas de maneira a economizar cloro?

  • Antes de corrigir o pH é corrigido a alcalinidade total?

  • Para reduzir a alcalinidade total e o pH, os mesmos produtos são introduzidos na piscina de maneira diferente?

  • São usados auxiliares floculantes?

  • São usados auxiliares de filtração que são introduzidos diretamente no pré-filtro?

  • É prática comum adicionar produto químico pelo pré-filtro?

  • É feita decantação com sulfato de alumínio?

  • Como é feita a eliminação do cloro combinado?

  • É usado algicida?

  • Quando a bomba do filtro não está funcionando, a introdução de químicos por bomba dosadora na água também é interrompida?

Nilson Maierá

Engenheiro químico, consultor especialista, há mais de três décadas, em projetos, qualidade, manutenção e segurança de piscinas.


Autor do livro “Piscinas Litro a Litro”.


Palestrante sobre diversos assuntos relacionados a piscinas de grande porte, utilizadas por público variado.


Contato

Para palestras ou consultorias com Nilson Maierá envie e-mail para nmaiera@terra.com.br ou contate pelos telefones (011) 98965-6197 / (011) 5081-2768

#parquesaquáticos #academias #hoteis #clubes #piscinas #tratamento

Posts em Destaque
Posts Recentes
Arquivos
Pesquisar por Tags
Nenhum tag.

         Nilson Maierá          

Tel:  (11) 98965-6197