Segurança com Ralos de Fundo

Continuando minha série de artigos sobre “Dicas para a saúde do parque aquático”, falarei hoje sobre perguntas necessárias que gerentes de manutenção, gestores e operadores de piscinas devem responder no quesito Segurança com Ralos de Fundo.


Lembrando que essas questões são direcionadas para piscinas públicas e semi-públicas, como: parques aquáticos, associações (Sesi, Sesc, Aabb), Ceus, clubes, academias, hotéis, condomínios (horizontais e verticais), escolas, etc. E estão baseadas nas minhas consultorias e palestras pelo Brasil.


Em artigos anteriores falei sobre: Operadores de piscinas e conhecimentos recomendados pela ABNT e Segurança em Piscinas Comerciais (afogamento, traumatismos e normas de segurança elétrica).

Segurança com Ralos de Fundo

Segurança com Ralos de Fundo

  • É obrigatório o uso de touca, no interior da piscina, mesmo para homens?

  • As piscinas possuem mais de um ralo de fundo interligados e balanceados?

  • No caso de apenas um ralo de fundo na piscina ele é do tipo não bloqueável?

  • Está (ão) a(s) piscina(s) dentro da nova ABNT, NBR 10.339/2018 no tocante a ralo de fundo?

  • A velocidade da água no ralo de fundo é inferior a 0,5m/s?

  • Foi feito algum teste prático para saber o que acontece quando uma pessoa coloca o corpo em contato com o ralo de fundo?

  • A abertura dos vãos das grades do ralo de fundo é inferior a 7mm?

  • As grades dos ralos de fundo estão seguramente presas com parafusos de aço inoxidável?

  • Só é possível retirar a grade do ralo de fundo por meio de ferramentas?

  • O material da grade do ralo de fundo é tal que ela não se deteriora?

  • No caso positivo acima, consta na grade do ralo de fundo sua vida útil com margem de segurança?

  • Um disco de 15 cm quadriculado (preto e branco ou preto e vermelho – para teste de turbidez da água) posicionado no fundo da piscina é claramente visível de qualquer ponto do deck?

Outros Cuidados

  • Existe um telefone próximo a piscina, onde constam os telefones de um médico, SAMU, corpo de bombeiros, hospital mais próximo, etc?

  • Existe algum interruptor próximo a piscina que possa ser acionado de modo a desligar todo o equipamento da piscina e assim eliminar de imediato problemas com choque elétrico e ralo de fundo?

  • No caso do uso de gás cloro como desinfetante, todas as normas de segurança são rigidamente seguidas?

  • Idem no caso de ozônio?

  • O manuseio e o armazenamento dos produtos químicos é feito de maneira correta?

  • Os tratadores das piscinas usam, quando manipulam produtos químicos, equipamento de segurança?

  • Todos os produtos químicos comprados e armazenados possuem uma ficha de inspeção e segurança de produtos químicos (FISPQ)?

  • Os tratadores de piscinas, quando do manuseio de produtos químicos, recebem equipamentos de proteção individual e assinam que receberam e se comprometem a usá-los?

  • O clube está provido de desfibrilador? No caso positivo, quantos e quais localizações?

Nilson Maierá

Engenheiro químico, consultor especialista, há mais de três décadas, em projetos, qualidade, manutenção e segurança de piscinas.

Autor do livro “Piscinas Litro a Litro”.

Palestrante sobre diversos assuntos relacionados a piscinas de grande porte, utilizadas por público variado.

Contato

Para palestras ou consultorias com Nilson Maierá envie e-mail para nmaiera@terra.com.br ou contate pelos telefones (011) 98965-6197 / (011) 5081-2768

#parquesaquáticos #academias #hoteis #clubes #piscinas

Posts em Destaque
Posts Recentes