Temperatura da Água da Piscina

Existem vários fatores que interferem na Temperatura da Água da Piscina. Nesse artigo iremos explorar como os impactos externos e internos causam alterações em graus Celsius, para mais ou para menos, na água. E também, quais as temperaturas indicadas para cada forma de uso.

Em primeiro lugar, todas as piscinas cobertas são aquecidas, mas muitas das descobertas não são.


Há uma tendência moderna de se utilizar as piscinas por maiores períodos de tempo; tanto as descobertas, que são usadas além dos meses de verão, quanto as cobertas, utilizadas o ano inteiro.


O tempo maior de utilização aliado a métodos mais econômicos de aquecimento (por exemplo: solar ou bombas térmicas), e, ainda, a utilização das piscinas com finalidades que não a competição - trouxeram como conseqüência a necessidade de um aumento na temperatura da água da piscina.


De uma maneira geral houve, com o passar do tempo, um aumento generalizado na temperatura da água da piscina e esse fato provocou as devidas conseqüências.


O uso de piscinas, atualmente, por crianças, idosos e professores de academias ministrando aulas no interior da piscina, foram os principais responsáveis pelo aumento da temperatura da água.

Temperatura da Água da Piscina

A cada 1°C a mais na água da piscina, as perdas de calor aumentam em 15%, o que equivale a dizer que o custo do aquecimento aumenta em 15%.


O uso da capa térmica se faz obrigatório tanto em piscinas descobertas quanto nas cobertas.


Para esfriar uma piscina e, principalmente, aquecer uma piscina existe uma inércia grandemente influenciada pelo volume da piscina, a potência do aquecedor e o tipo de aquecedor.


O ser humano tem uma sensibilidade muito grande à temperatura da água da piscina sentindo, inclusive, pequenas variações de apenas 0,5°C.


Outro ponto importante para se observar é que usuários diferentes exigem temperaturas diferentes.


A medição é feita por termômetros de mercúrio ou de álcool, que devem estar bem calibrados.


Os termômetros convencionais usados em piscinas possuem baixa precisão e resolução, implicando em medidas erradas.


O ideal é o uso de bombas exclusivas para os aquecedores de piscinas.


Os termostatos dos aquecedores devem ter um intervalo de acionamento muito baixo. Inferior a +/- 0,5%.


Deve haver uma equivalência entre a tempertura da piscina (medida sempre no mesmo local) e o termostato do aquecedor. Esta equivalência deve ser obtida na prática e, normalmente, são temperaturas diferentes.


Temperaturas altas ocasionam:

  • Aumento no desenvolvimento de micro-organismos

  • A maioria dos desinfetantes, aumentam sua eficiência em relação à destruição dos micro-organismos.

  • Aumenta o índice de Langelier, apesar de baixa influência neste índice.

  • Favorecem o crescimento de algas. Para se ter uma ideia em temperaturas inferiores a 13ºC, algas não se desenvolvem.

  • Aumenta ligeiramente o ORP.

  • Há pequeno deslocamento da curva de dissociação do ácido hipocloroso para a direita.

  • Maior solubilidade dos produtos químicos (exceção é o carbonato de cálcio).

  • Maior corrosão dos equipamentos.


Temperatura da Água da Piscina para competições de alto nível:

  • A FINA (Federation Internationale De Natation Amateur) entre 25°C e 28°C

  • A U.S Swimming (United States Swimming Inc) entre 25,6°C (+/-78°F) e 26,7°C (80°F)

  • A NCAA (National Collegiate Athletic Association) entre 26°C (+/-79°F) e 27°C (81°F)

  • A NFSHSA (National Federation of State High School Associations) entre 26°C (+/-78°F) e 28°C (+/-82°F).


Temperatura da Água da Piscina – minhas sugestões no livro Piscinas Litro a Litro:

  • Piscinas para aprendizado – 31°C - 32°C

  • Piscinas para bebês - 33°C.

  • Piscinas terapêuticas - 34°C.

  • Piscinas para uso recreativo - 26°C - 28°C.

Temperaturas sugeridas pelo Model Aquatic Health Code:

  • Atletas de competição - 25,7ºC – 27,5ºC

  • Treino de resistência - 28ºC – 30ºC

  • Terapia e reabilitação - 33ºC – 35ºC

  • Multipla esclerose - 26,5ºC- 29ºC

  • Gravidez - 25,5ºC - 29ºC

  • Artrites - 29ºC - 31ºC

  • Fibromialgia - 30ºC - 35,5ºC

  • Atividade aeróbica - 29ºC - 31ºC

  • Idosos moderada para alta atividade - 28ºC - 30ºC

  • Idosos com baixa atividade - 30ºC - 31ºC

  • Crianças (atividade física) – 28ºC - 30ºC

  • Crianças (aprendizado) - 27,5ºC dependendo da idade

  • Obesos - 26,5ºC - 30ºC


Temperaturas inglesas PWTAG (Pool Water Treatment Advisory Group):

  • Competitiva, salto, treinamento e fitness - 26ºC- 28ºC

  • Ensinamento de adulto - 27ºC- 29ºC

  • Ensinamento de crianças – 29ºC - 31ºC

  • Bebês, crianças jovens, desabilitados - 30ºC – 32ºC

  • Natação recreacional (Leisure Waters)- 29ºC - 30ºC

  • Em piscinas cobertas, o ar deve ter temperatura de 1ºC superior à água, mas inferior a 30ºC.


De maneira geral, em baixas temperaturas os banhistas não se sentem bem e, neste caso, ou não entram na piscina ou ficam por curtos períodos.


O único problema da piscina com baixa temperatura é quando o banhista entra abruptamente na água. Ele pode sofrer um choque térmico denominado hidrocução, que é uma síncope reflexa que pode provocar uma inundação do pulmão.


A diferença de temperatura entre o corpo humano (36°C) e a água fria (18 - 22°C) provoca uma reação tanto maior quanto mais fria for a água e a entrada for mais brusca.


Para evitar esse problema, a entrada na água deve ser a mais gradual possível, para que o usuário possa se aclimatar.


De maneira geral, em temperaturas altas, quando abaixo de 34°C, não há problemas. Exceção quando da prática esportiva, que se torna desagradável (o grande inconveniente é a grande perda de calor da água da piscina).


Temperaturas superiores a 38°C são desaconselháveis, principalmente, para mulheres grávidas.

Nilson Maierá

Engenheiro químico, consultor especialista, há mais de três décadas, em projetos, qualidade, manutenção e segurança de piscinas.


Autor do livro “Piscinas Litro a Litro”.


Palestrante sobre diversos assuntos relacionados a piscinas de grande porte, utilizadas por público variado.


Contato

Para palestras ou consultorias com Nilson Maierá envie e-mail para nmaiera@terra.com.br ou contate pelos telefones (011) 98965-6197 / (011) 5081-2768

#parquesaquáticos #academias #clubes #hoteis #aquecedores #aquecimento #tiposdeaquecimentos #piscinas

Posts em Destaque
Posts Recentes
Arquivos
Pesquisar por Tags
Nenhum tag.

         Nilson Maierá          

Tel:  (11) 98965-6197